Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007

Noticias de Marvão

REUNIÕES PARTICIPATIVAS EM MARVÃO Imprimir E-mail

Image

O Município de Marvão inicia, pela primeira vez, um ciclo de Reuniões Participativas nos Aglomerados Urbanos do Concelho no âmbito da preparação do Orçamento Municipal para 2008.

É uma das primeiras Autarquias do Distrito de Portalegre a levar a cabo uma filosofia de democracia participativa no âmbito do processo de Orçamento Participativo (OP) e que se encontra directamente ligado com o Projecto Agenda 21 Local, actualmente em curso. Neste processo os Munícipes vão poder ter a oportunidade de debater as prioridades de investimento e participar na decisão das intervenções prioritárias para a sua zona de residência.

Nos próximos meses realizar-se-ão Reuniões Participativas na Beirã, Portagem, Santo António das Areias, Escusa, Galegos, Barretos, Marvão, São Salvador da Aramenha, Cabeçudos e Porto da Espada, de modo a abranger toda a população, para ouvir as opiniões e conhecer as sugestões dos Marvanenses, e desta forma, elaborar um Orçamento Municipal de acordo com as necessidades e a realidade da sua população.

ImageO presidente da Câmara Vítor Frutuoso, acompanhado do respectivo presidente da Junta de Freguesia, para além de visitar a localidade, pretende estar mais perto da sua população e assim interagir com os munícipes ali residentes.

Vítor Frutuoso explica que o objectivo fundamental das Reuniões Participativas consiste em "ter um contacto muito directo com a população", nomeadamente com as juntas de freguesia e com a população dos aglomerados, com a finalidade de "produzir no próximo ano um orçamento com uma participação da população".

Considerando que o concelho de Marvão apesar de ser relativamente pequeno tem muitos aglomerados urbanos (oito no total) em comparação com outros concelhos do Distrito, o autarca frisa que, por essa razão, "tenho de levar a efeito esta missão". Neste sentido, aquilo que a autarquia pretende é fazer um trabalho de "proximidade" junto da população para saber quais são as suas efectivas carências. "Vamos procurar fazer um trabalho baseado num estudo estratégico onde vão ser lançados os vectores de desenvolvimento do concelho, mas para além destes vectores de desenvolvimento nós temos que olhar para alguns interesses e expectativas que tem a população que vê coisas que parece que não têm muita importância mas que na realidade têm", realça Vítor Frutuoso, salientando que "muitas vezes por estarmos afastados da população não temos uma noção exacta daquilo que são as reais necessidades e então aquilo que me proponho a fazer é mais uma aproximação junto da população para saber se nós até à data estamos a corresponder às suas expectativas". O edil avança ainda que "se estivermos a ir ao encontro da população tudo bem, se não temos de fazer algum trabalho de correcção e é isso que nos propomos fazer". No entanto, Vítor Frutuoso frisa que "isto não tem uma perspectiva populista, não aqui uma ideia de correr atrás das pessoas". O objectivo reside apenas em recolher informação no âmbito geral para ver aquilo que a população pretende ou não. Vítor Frutuoso continua recordando que quando assumiu as funções na Câmara de Marvão "já tinha a ideia que o meu espírito de missão seria de servir e ir ao encontro das pessoas", até porque "não sou eu, nem ninguém que por artes mágicas sei o que é melhor para o concelho de Marvão, mas é o conjunto da população do concelho que sabe aquilo que quer e eu só tenho de operacionalizar todos os instrumentos que tenho para ir ao encontro da população no sentido de melhorar a qualidade de vida e de gerar algum desenvolvimento".

 

As necessidades da população

 

No que diz respeito à população do concelho de Marvão, Vítor Frutuoso confessa que existem algumas necessidades "muito concretas e elementares". Neste sentido, avança que uma necessidade básica que existe no concelho consiste em "oferecer habitação condigna que não existe", assim como oferecer a possibilidade de se instalarem aqui pequenas ou médias empresas de forma a arranjar postos de trabalho. "Mas isto são talvez alguns vectores estratégicos que a Câmara tem obrigação de tratar", sublinha o presidente da autarquia. Para além destas necessidades, o edil considera que existem outras que "temos de ter cuidado e que são nacionais", como melhorar a qualidade da educação e melhorar a qualidade na oferta da saúde. "A população está muito carenciada e há a necessidade de irmos ao encontro de algumas necessidades locais, nomeadamente garantir o acesso aos isolados de uma simples ambulância", realça Vítor Frutuoso, sublinhando que outros dos objectivos das Reuniões Participativas é ir também ao encontro das pequenas necessidades locais, porque "o concelho de Marvão também é constituído por imensos isolados".

Recordando que o objectivo da autarquia de Marvão é "ter uma política de proximidade, uma aproximação das necessidades reais da população e ouvir eventuais deficiências de funcionamento da Câmara Municipal para procurar corrigir as mesmas", Vítor Frutuoso defende que "temos de orientar as nossas despesas e o nosso investimento" no sentido de "ir ao encontro da população". "Temos de reorganizar as despesas, porque podemos estar a fazer despesas desnecessárias na melhoria de qualidade de vida das pessoas", conclui o edil, avançando que "é necessário reorganizar as prioridades em função das expectativas da população do concelho".

Agora que estão passados dois anos sobre a sua gestão do concelho, Vítor Frutuoso acredita que parte do investimento está investido correctamente. No entanto, acentua que uma pequena parte "pode estar mal orientado" e aquilo que se pretende é "reorganizar essa orientação de forma a corresponder àquilo que a população espera de nós".

Catarina Lopes

 

.http://www.jornalfontenova.com/index.php?option=com_content&task=view&id=5159&Itemid=75

 

tags:
publicado por marvanense às 21:31
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 11 de Agosto de 2007

Golfe de Marvão pode renascer

Quando se perspectivam vários projectos turísticos para o Alentejo, com o golfe como âncora, o primeiro campo na região, inaugurado em 1998, em Marvão (Portalegre), está de portas fechadas, mas pode “renascer” nos próximos tempos.
O Grupo Hoteleiro Fernando Barata adquiriu, em Abril, através da Solévora, os bens da “Ammaia Clube de Golfe de Marvão, SA”, depois da insolvência da empresa, pedida pela administração, ser decretada pelo tribunal, devido a dívidas a fornecedores e funcionários. O mesmo grupo, que já anteriormente tinha comprado o aldeamento turístico associado ao campo de golfe, a “Aldeia d’Azenha”, que ainda está em construção, era um dos quatro sócios da Ammaia, integrada também pela Bevide, empresa de Carlos Melancia, antigo Governador de Macau.
Agora, com o campo de golfe desactivado desde Abril, aguardam-se, em Marvão e na freguesia de São Salvador da Aramenha, onde está localizado, “melhores dias” para o equipamento e para o turismo local. Em “cima da mesa”, explicou Domingos Sousa Coutinho, antigo director do campo e actual “guardião” das instalações, está a possibilidade de o projecto, aldeamento integrado, passar para as “mãos” de novos investidores, que incluem o empresário Pais do Amaral. “O Grupo Fernando Barata deve assinar em Setembro a escritura dos bens que adquiriu e tem um protocolo com um grupo de investidores, do qual Pais do Amaral é sócio, para a venda e dinamização de tudo isto”, disse.
Um negócio que, a concretizar-se, afiançou Domingos Sousa Coutinho, vai implicar a “requalificação” do campo de golfe e do aldeamento turístico: “Não tenho dúvidas disso”.
“Esses novos investidores querem comprar isto ‘chave na mão’”, afiançou, realçando que, primeiro, o Grupo Fernando Barata terá que “requalificar e reconstruir o campo e finalizar o aldeamento”, constituído por 35 lotes para vivendas e 100 apartamentos. Contactado pela Lusa, José Luís Pinto Basto, sócio de Pais do Amaral para os investimentos na área turística, confirmou o interesse do “The Edge Group” em adquirir o projecto de Marvão.
“Temos interesse em ficar com o campo de golfe e com o empreendimento, para requalificar o projecto e melhorar bastante a sua qualidade inicial, mas depende de alguns pressupostos que devem ser atingidos”, afirmou.
Recusando fornecer muitos pormenores sobre o negócio, devido ao “acordo de confidencialidade” entre ambas as partes, José Luís Pinto Basto esclareceu que Setembro será “decisivo” para a sua eventual concretização.
“Acreditamos no desenvolvimento do turismo no Alentejo e, em especial, em Marvão. Este projecto tem potencial e está situado em pleno parque natural (da Serra de S. Mamede), numa das zonas mais bonitas do país”, disse, frisando tratar-se da primeira aposta na área turística do “The Edge Group”.

Pés para andar
Recordado da primeira vez que “pisou” o campo de golfe de Marvão, em 1997, aí apenas como praticante - “estava tudo verdinho. Nem parecia que estava no Alentejo”, conta -, Domingos Sousa Coutinho acredita que “é desta” que o projecto fica com “pés para andar”. “Vi isto nascer e espero ainda estar vivo para voltar a ver o campo de golfe em condições. Tenho esperança”, afirmou, desejoso de voltar a ver o equipamento, agora abandonado e degradado, “vestido” de “verde”. Para que tal se verifique, sublinhou, é “vantajoso” que apareçam outras infra-estruturas do género no Alentejo, particularmente em Portalegre: “Um jogador de golfe gosta sempre de experimentar vários campos”. “E é preciso um hotel de quatro estrelas. Não existe nada disso na zona”, acrescentou, frisando que o projecto de Marvão chegou a prever uma unidade hoteleira dessa categoria: “Possivelmente, será dinamizada agora, com este novo grupo”. Também o presidente do município de Marvão, Vítor Frutuoso, confessou à Lusa que, depois da “história atribulada” do projecto, tem agora uma “perspectiva optimista”sobre o mesmo, acreditando, “a curto prazo”, a “estabilidade e confiança” sejam atingidas. “Presentemente, a Câmara Municipal acredita neste projecto. Estão criadas as condições para a sua sustentabilidade”, disse o autarca, assegurando que o empreendimento e a requalificação do campo implicarão a criação de emprego e a atracção de novos negócios.

 

 

Publicação http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=52b1ea4144e23313305f9062f9360d88

 


tags:
publicado por marvanense às 09:18
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 4 de Agosto de 2007

Dia Internacional da Juventude - 11- 07 - 2007

A Maruam – Associação de Jovens, o Instituto Português da Juventude de Portalegre e a Câmara Municipal de Marvão, estão a preparar as comemorações do Dia Internacional da Juventude.

Será um fim-de-semana repleto de emoções, aventura, cultura e diversão. No sábado, dia 11, os jovens do distrito de Portalegre estarão em Marvão desde cedo para participarem num passeio de BTT, uma descida de Marvão até à Escusa, as inscrições devem ser feitas com antecedência contactando a Maruam através do telefone ou do blog. Durante todo o dia no Castelo os jovens podem viver as emoções do Rapel e fazer Tiro com Arco, a partir das 16 horas começará uma actividade de Paint-Ball, que tal como o BTT, as inscrições deverão ser feitas com antecedência e as equipas devem ter cinco elementos. Às 18 horas os jovens, em equipas de dois elementos, são convidados a descobrir o castelo enquanto participam numa caça ao tesouro. A noite será animada por Vítor Alves no Centro Cultural de Marvão, com Karaoke, Música ao Vivo e Dj, desta forma a entrada no Dia Internacional da Juventude será bastante alegre.

http://www.maruam.blogspot.com/


publicado por marvanense às 20:15
link do post | comentar | favorito
|

Ver para Querer

Publipt! Clique Aqui!

Slides Marvão

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


Noticias de Marvão

6ª edição Comidas d'Azeit...

Visite e Faça o Registo -...

Mapa de Marvão

Mês da Gastronomia nas Po...

arquivos

Fevereiro 2011

Maio 2010

Fevereiro 2010

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

7 maravilhas de portugal(2)

brasil(3)

caes marvão(1)

dinheiro(3)

festa da castanha(1)

festas(10)

fotos(1)

golfe(1)

jardins(1)

mail(1)

mapas(2)

marvão(32)

moda(2)

natal(1)

parabéns(1)

pousada de marvão; restaurantes marvão(4)

registo(2)

tv(2)

todas as tags

links Utéis

"Galeria de Fotos"

Contador

Já Visitaram

On-Line

Publicidade